31 de out de 2015

Amigo(a) Virtual...

30 de out de 2015

21 de out de 2015

Você é nosso convuidado

Compartilhe e convide seus amigos e familiares
venha participar consoco
envie sua opinião pelo
Whatsapp - 62. 86412832


14 de out de 2015


7 de out de 2015

Você é nosso convidado


Érotica é a alma


Querendo ou não,
iremos todos envelhecer.
As pernas irão pesar, a coluna doer,
o colesterol aumentar.
A imagem no espelho irá se alterar gradativamente
e perderemos estatura, lábios e cabelos.
A boa notícia é que a alma pode permanecer com o humor dos dez,
o viço dos vinte e o erotismo dos trinta anos.

Erótica é a alma que se diverte, que se perdoa,
que ri de si mesma e faz as pazes com sua história.
Que usa a espontaneidade pra ser sensual,
que se despe de preconceitos, intolerâncias, desafetos.

Erótica é a alma que aceita a passagem do tempo com
leveza e conserva o bom humor apesar dos vincos
em torno dos olhos e o código de barras acima dos lábios;
erótica é a alma que não esconde seus defeitos,
que não se culpa pela passagem do tempo.
Erótica é a alma que aceita suas dores,
atravessa seu deserto e ama sem pudores...
[Fabíola Simões- "Erótica é a alma", do blog "A soma de todos os afetos". O texto completo aqui: http://www.asomadetodosafetos.blogspot.com.br/…/erotica-e-a… ]

Cora Coralina


Um repórter perguntou à poeta Cora Coralina o que é viver bem. Ela lhe disse:

"Eu não tenho medo dos anos e não penso em velhice.
E digo pra você, não pense.
Nunca diga estou envelhecendo, estou ficando velha. Eu não digo.
Eu não digo que estou velha, e não digo que estou ouvindo pouco.
É claro que quando preciso de ajuda, eu digo que preciso.
Procuro sempre ler e estar atualizada com os fatos e isso me ajuda a vencer as dificuldades da vida. O melhor roteiro é ler e praticar o que lê.
O bom é produzir sempre e não dormir de dia.
Também não diga pra você que está ficando esquecida, porque assim você fica mais.
Nunca digo que estou doente, digo sempre: estou ótima.
Eu não digo nunca que estou cansada.Nada de palavra negativa.
Quanto mais você diz estar ficando cansada e esquecida, mais esquecida fica.
Você vai se convencendo daquilo e convence os outros. Então silêncio!
Sei que tenho muitos anos. Sei que venho do século passado, e que trago comigo todas as idades, mas não sei se sou velha, não. Você acha que eu sou?
Posso dizer que eu sou a terra e nada mais quero ser.
Filha dessa abençoada terra de Goiás.
Convoco os velhos como eu, ou mais velhos que eu, para exercerem seus direitos.
Sei que alguém vai ter que me enterrar, mas eu não vou fazer isso comigo.
Tenho consciência de ser autêntica e procuro superar todos os dias minha própria personalidade, despedaçando dentro de mim tudo que é velho e morto, pois lutar é a palavra vibrante que levanta os fracos e determina os fortes.
O importante é semear, produzir milhões de sorrisos de solidariedade e amizade.
Procuro semear otimismo e plantar sementes de paz e justiça.
Digo o que penso, com esperança.
Penso no que faço, com fé. Faço o que devo fazer, com amor.
Eu me esforço para ser cada dia melhor, pois bondade também se aprende.
Mesmo quando tudo parece desabar, cabe a mim decidir entre rir ou chorar, ir ou ficar, desistir ou lutar; porque descobri, no caminho incerto da vida, que o mais importante é o decidir."