25 de jan de 2015

Sonhar é....


Saudades


15 de jan de 2015

A CASCA E O MIOLO DO PÃO


Um casal muito pobre tomava café da manhã no dia de suas bodas de prata. A mulher passou a manteiga na casca do pão e o entregou para o marido, ficando com o miolo.
Ela pensou: “Sempre quis comer a melhor parte do pão, mas amo demais o meu marido e, por vinte e cinco anos, sempre lhe dei o miolo. Mas hoje quis satisfazer meu desejo. Acho justo que eu coma o miolo pelo menos uma vez na vida”.
Para sua surpresa, o rosto do marido abriu-se num sorriso sem fim e ele lhe disse:
– Muito obrigado por este presente, meu amor. Durante vinte e cinco anos, sempre desejei comer a casca do pão, mas como você sempre gostou tanto dela, jamais ousei pedir!
Moral da história:
Você precisa dizer claramente o que deseja, não espere que o outro adivinhe.
Você pode pensar que está fazendo o melhor para o outro, mas o outro pode estar esperando outra coisa de você.

Autor : desconhecido

Fonte - Facebook do amigo Cristiano naudi
DJK Naudi.

=====================================================

8 de jan de 2015


O Reencontro com DEUS...

SEJA O CISNE



Roberto Shinyashiki

Talvez o maior desafio da vida moderna seja sermos nós mesmos em um mundo que insiste em modelar nosso jeito de ser.
Querem que deixemos de ser como somos e passemos a ser o que os outros esperam que sejamos.
Aliás, a própria palavra "pessoa" já é um convite para que você deixe de ser você. "Pessoa" vem de "Persona", que significa "máscara".

É isso mesmo: coloque a máscara e vá para o trabalho. Ou vá para a vida com a sua máscara. Talvez o sentido do elogio: "Fulano é uma boa pessoa", signifique na verdade: "Ele sabe usar muito bem a sua máscara social".

Mas qual o preço de ser bem adaptado?
O número de depressivos, alcoólatras e suicidas aumenta assustadoramente. Doenças de fundo psicológico como síndrome do pânico e síndrome do lazer não param de surgir. Dizer-se estressado virou lugar-comum nas conversas entre amigos e familiares. Esse é o preço.

Mas pior que isso é a terrível sensação de inadequação que parece perseguir a maioria das pessoas. Aquele sentimento cristalino de que não estamos vivendo de acordo com a nossa vocação.

E qual o grande modelo da sociedade moderna?
Querer ser o que a maioria finge que é.
Querer viver fazendo o que a maioria faz.

É essa a cruel angústia do nosso tempo: o medo de ser ultrapassado em uma corrida que define quem é melhor, baseada em parâmetros que, no final da pista, não levam as pessoas a serem felizes.

Quanta gente nós não conhecemos, que vive correndo atrás de metas sem conseguir olhar para dentro da sua alma e se perguntar onde exatamente deseja chegar ao final da corrida?

A maior parte das terapias prega que as pessoas não olham para dentro de si com medo de encontrar a sua sombra. Porém, na verdade, elas não olham para dentro de si por medo de encontrar sua beleza e sua luz.
O que assusta é o receio de se deparar com a sua alegria de viver, e ser forçado a deixar para trás um trabalho sem alegria.

Mas sejamos francos: para quê manter um trabalho sem alegria? Só para atender às aspirações da sociedade?
Basta voltar os olhos para o passado para ver as represálias sofridas por quem ousou sair dos trilhos, e, mais que isso, despertou nas pessoas o desejo de serem elas mesmas.

Veja o que aconteceu a John Lennon, Abraham Lincoln, Martin Luther King, Isaac Rabin? 
É muito perigoso não ser adaptado!
Essa mesma sociedade que nos engessa com suas regras de conduta, luta intensamente para fazer da educação um processo de produção em massa.
Porque as pessoas que vivem como máquinas não questionam a própria sociedade.

A maioria das nossas escolas trabalha para formar estudantes capazes de passar no vestibular.
São poucos os educadores que se perguntam se estão formando pessoas para assumirem a sua vocação e a sua forma de ser.


As escolas de música ensinam com os mesmos métodos as mesmas músicas. Quase todas querem formar covers de Mozart ou covers dos Beatles.
É raro um professor com voz dissonante que diga para seus alunos: "Aqui você vai aprender idéias, para liberar o músico que existe dentro de você".

Os MBA's, tão na moda, na sua maioria, usam os mesmos livros, dão as mesmas aulas, com o objetivo não explicitado de formar covers do Jack Welch ou do Bill Gates.
O que poucos sabem é que nenhum dos dois fez MBA. Bill Gates, muito ao contrário disso, abandonou a idolatrada Harvard para criar uma empresa na garagem, que se transformou na poderosa Microsoft.

Os MBA's são importantes para que o aluno aprenda alguns instrumentos de administração. Mas alguém tem de dizer ao estudante: "Utilize essas ferramentas para implementar suas idéias, para ser intensamente você".

Quantos casos de genialidade que foram excluídos das escolas porque estavam além do que o sistema de educação poderia suportar.
Conta-se que um professor de Albert Einstein chamou seu pai para dizer que o filho nunca daria para nada, porque não conseguia se adaptar.

Os Beatles foram recusados pela gravadora Deca!
O livro "Fernão Capelo Gaivota" foi recusado por 13 editoras!
Caetano Veloso foi vaiado quando apareceu com a sua música "Alegria, Alegria!".
O projeto da Disney Word foi recusado por 67 bancos! Os gerentes diziam que a idéia de cobrar um único ingresso na entrada do parque não daria lucros.

O genial Steven Spielberg foi expulso de duas escolas de cinema antes de começar a fazer seus filmes, provavelmente porque não se encaixava nos padrões comportamentais e técnicos que a escola exigia que ele seguisse.

Só há pouco tempo é que ele ganhou um título de "honoris causa" de uma faculdade de cinema.

E recebeu o titulo pela mesma razão que foi expulso anteriormente: ter assumido o risco de ser diferente, por não ceder à padronização que faz com que as pessoas pareçam seres saídos de linhas de montagem.
A lista de pessoas que precisaram passar por cima da rejeição porque não se adaptavam ao esquema pré-existente é infinita.
A sociedade nos catequiza para que sejamos mais uma peça na engrenagem e quem não se moldar para ocupar o espaço que lhe cabe será impiedosamente criticado.
Os próprios departamentos de treinamento da maioria das empresas fazem isso. Não percebem que treinamento é coisa para cachorros, macacos, elefantes.
Seres humanos não deveriam ser treinados, e sim estimulados a dar o melhor de si em tudo o que fazem.
Resultado: a maioria das pessoas se sente o patinho feio e imagina que todo o mundo se sente o cisne.

Triste ilusão: quase todo mundo se sente um patinho feio também.
Ainda há tempo! Nunca é tarde para se descobrir único.
Nunca é tarde para descobrir que não existe nem nunca existirá ninguém igual a você.

E ao invés de se tornar mais um patinho, escolha assumir sua condição inalienável de cisne!

===============================================================

UM PERDÃO POR UMA FELICIDADE...



   Rosana Braga

        Certa vez, uma amiga por quem eu nutria grande afeto me traiu e, ao ser descoberta, pediu-me perdão. Eu não estava, seguramente, pronta para perdoá-la. Sentia uma raiva absurda. Tinha vontade de matá-la, embora me sobrasse juízo para sequer arriscar um soco no meio da cara dela.  Depois de alguns dias, lembro que minha mãe  muito católica e politicamente correta me disse: "minha filha, perdoe a quem te pede perdão. Não devemos alimentar o ódio, porque isso nos faz mal ".  É... ela estava certa e eu sabia disso, mas não era isso que eu sentia naquele momento. Então, tinha de ser sincera comigo e com minha mãe e respondi: " mãe, não pretendo alimentar o ódio, mas também não posso ignorar o que estou sentindo ou fingir um perdão que ainda não tenho para dar. Sei que a dor vai diminuir e estarei comprometida a construir um perdão. Quando conseguir, o darei! ".        Dei-me o direito de sentir aquela raiva latente porque sempre acreditei que ignorar um sentimento o torna mais forte, mais autônomo e mais destrutivo dentro da gente. Conforme fui me sentindo mais como aprendiz e menos como vítima de uma injustiça, comecei a abrir espaço para a possibilidade de me colocar no lugar desta pessoa.

        Tentei aceitar que ela deveria ter seus motivos e que por mais que eu não estivesse preparada para apostar de novo numa amizade, trocando confidências ou relacionando-me mais proximamente, eu poderia sim lhe dar o meu perdão. Quase dois anos se passaram até que me senti pronta. Mas outra questão surgia: como falar com ela? Procurá-la, ligar, mandar uma carta, um recado?!? Não sabia. Realmente não sabia e entendi que era hora de entregar a direção ao Universo, como sempre gosto de fazer quando não sei. Até que um dia nos encontramos numa situação curiosa, onde me restavam duas opções: ou eu a encarava ou negava aquela chance que a vida estava me oferecendo, dando meia volta e indo embora. Fiquei. Meu coração disparou, obviamente. Engoli seco e olhei para ela, dando sinal de que estava em paz.
 
        Num momento seguinte, quando ficamos a sós, lhe disse: "um dia você me pediu perdão e eu disse que não. Só tinha dor e raiva dentro de mim. Mas hoje estou pronta e posso lhe perdoar ". Cara! Até aquele instante eu não tinha idéia do quanto aquela atitude provocaria uma verdadeira revolução no meu sangue, nos meus hormônios, nas minhas sensações e emoções. As lágrimas eram inevitáveis e senti-me como se estivesse vencendo uma luta terrível com um dos meus bichos internos.   Mas sei que só consegui porque compreendi que nada nem ninguém nos causam qualquer sentimento se de algum modo não tivermos nos colocado naquele momento, naquela situação para aprendermos algo de bom. Além disso, nunca duvidei de que ela também havia sofrido bastante com tudo o que aconteceu.   Sei que ela poderia não ter me ouvido ou ter dito que não queria mais o meu perdão. Poderia ter ficado em silêncio, remetendo-me à dúvida ou à sensação de que havia feito papel de idiota. Poderia ter acontecido muitas coisas, mas ainda assim acredito que qualquer que fosse a reação dela, havia uma lição a ser aprendida e duas felicidades a serem resgatadas: a minha e a dela.

INSISTIR OU DESISTIR?!?



        Como a maioria de nós, alguma vez na vida, já aconteceu de começar uma relação, sentir-se envolvido e satisfeito com muitas coisas, mas... (e quando tem o "mas..." é porque alguma coisa precisa ser cuidada!).
                Acontece que, paralelamente aos pontos positivos, percebemos diferenças gritantes, ritmos desencontrados e, freqüentemente, nos pegamos com desejos adversos. Num dia tá tudo bem; no seguinte, as atitudes (ou as palavras) do outro nos deixam inseguros e confusos. Numa hora parece que ele quer; na outra, parece que não muito. Às vezes, parece que se importa; noutras, a sensação é de que 'tanto faz'. A gente quase conclui que não sabe com quem está lidando, pois os detalhes e as entrelinhas da relação vão desenhando uma personalidade que chega a ser contraditória em muitos momentos.
        Daí vem a dúvida: insistir ou desistir? Se insistirmos, a tendência é nos envolvermos mais e mais e a previsão parece certa: decepções e frustrações cada vez mais recorrentes. Se desistirmos, o que resta é a interrogação: seria apenas uma questão de tempo? Será que, com o passar dos dias, o outro terminaria se envolvendo na mesma medida que a gente?
        Há quem afirme que as pessoas não mudam. Outros, no entanto, apostam que o amor é capaz de promover grandes transformações. Sinceramente? Como vocês sabem, não acredito em generalizações e, particularmente, prefiro acreditar que cada pessoa é única. Há quem realmente nunca mude, especialmente porque não quer mudar! E há quem se deixe transformar por conta dos sentimentos, especialmente porque quer ser transformado.
Portanto, como sempre, creio que o melhor seja olhar para dentro. Deixar a decisão na mão do outro é como andar à deriva, sem saber para onde está indo. Por algum tempo, esta pode até ser a melhor opção, para que você possa perceber melhor seus sentimentos e o que deseja fazer; mas chegará o momento em que terá de assumir a direção e traçar a sua rota.
        Sem falar que 'insistir' ou 'desistir' são duas opções extremas. Entre elas, há algumas outras possibilidades. Insistir um pouco menos. Desistir um pouco mais. Nesta mesma medida, invista em você: saia com os amigos, olhe ao redor, perceba que a vida também tem seu próprio ritmo, sábio por sinal.
        E chegará o dia em que a verdade prevalecerá: quando um não quer, dois não podem ficar juntos. E quando um quer mais e o outro quer menos, é hora de tomar a tão importante decisão insistir ou desistir. E aí, a conversa é entre você e seu coração... e mais ninguém!


Rosana Braga.

===============================================================

A VIDA NÃO É UM SONHO E ISSO NÃO É NADA FÁCIL !



 A gente aprende a sonhar muito cedo. O que você quer ser quando crescer? Os sonhos pululam e fantasias transitam em devaneio. Quer casar com quantos anos? Sonhamos acordadas, e esse é o sonho mais gostoso! Com quem será a sua primeira transa? Na imaginação, o fundo musical é sempre ideal. Mas ... raios! Essa é uma das primeiras decepções: a vida não tem trilha sonora!
Mas a gente continua né? fazer o quê? Já o primeiro amor na maioria das vezes acaba mostrando que o
mocinho não gosta da mocinha, ou vice versa, o que importa é dar errado. E a gente, no auge do egocentrismo da adolescência, se pergunta: "Ué ... por que ele não gosta de mim?" Eu fui mais longe, perguntei para uma cartomante, ela me disse que "não era pra ser".
E o tempo vai correndo e a vida vai dando outros toques na gente. É mais fácil jurar que vai ficar rico do que ficar. Mas seguimos em frente porque não somos mulherzinhas. Aquele encontro perfeito que teria que rolar no meio da maior chuva de verão acontece numa lotação. Tá namorando, tá namorando! Estava. Daí vem o segundo encantamento, o segundo namoro, ele é perfeito, mas quem se enche é você, "porque não era pra ser". Vai se formar quando mesmo? O colégio não é como a Malhação e a primeira transa quase nunca é a melhor, nem a pior.
E daí o universo faz a tal da conspiração e você encontra o seu príncipe encantado... O tempo passa e vocês estão apaixonados, mais um aniversário e os laços continuam fortes. Depois de algum tempo e de dezenas de brigas, o amado torna-se um tanto quanto irritante, mas você continua amando ele, e se irritando com ele. Como pode? Não era pra ser assim. É hora de se perder nas suas certezas. Nos sonhos, nos filmes e na vida dos outros, o amor é sempre perfeito, tipo uma babaca de branco correndo pra abraçar um babaca de branco na praia. Mas talvez, na vida real, não seja muito bom usar branco na praia porque suja fácil. O que eu quero dizer com tudo isso? Que a mocinha também é um pé no saco quando está de TPM e que a vida pode ser linda sim, mas nem sempre é ou perfeita.
É muito difícil lidar com as expectativas surreais que criamos e cultivamos. É muito difícil não ter uma musiquinha pra melhorar o climão. Será que estou muito pessimista hoje? Perguntei para Sônia Blota, a terapeuta do Delas, e olha só o que ela respondeu: Entre o otimismo babaca e o pessimismo chato, existe um mundo de coisas que a gente pode fazer com as nossas expectativas: podemos fazer do sonho uma meta a ser atingida. Na prática, funciona assim mesmo, sonhar não é só coisa de viajante sem rumo. O sonho é o primeiro capítulo do "fazer acontecer". E o bacana é seguir para os próximos capítulos, que como sabemos bem pelas novelas, sempre guardam ótimas surpresas!
Comece a pensar como, com quem e quando quer que as coisas aconteçam!
Outra coisa que é importante é entender bem a diferença entre ser perfeito e ser completo. Perfeição não existe, e se passamos a vida atrás dela, sempre acabaremos decepcionados. Mas esperar para ser uma
pessoa completa, isso sim, pode ser um enorme objetivo de vida.
Pensar "como eu posso ser uma pessoa mais completa"? Isso anima a entrar nas experiências e ajuda a impedir de cair do vigésimo andar quando a coisa não der certo. Porque você faz a coisa por você, por ninguém mais. A dica é: a expectativa é tua, o sonho é teu, porque você não pega as rédeas afinal?

( D.A )

============================================================




4 de jan de 2015

Se um cachorro fosse professor



SE UM CACHORRO FOSSE PROFESSOR
Se um cachorro fosse professor, você aprenderia coisas assim:
Quando alguém que você ama chega em casa, corra ao seu encontro.
Nunca perca uma oportunidade de ir passear.
Permita-se experimentar o ar fresco do vento no seu rosto.
Mostre aos outros que estão invadindo o seu território.
Tire uma sonequinha no meio do dia e espreguice antes de levantar.
Corra, pule e brinque todos os dias.
Tente se dar bem com o próximo e deixe as pessoas te tocarem.
Não morda quando um simples rosnado resolve a situação.
Em dias quentes, pare e role na grama, beba bastante líquidos e deite debaixo da sombra de uma árvore.
Quando você estiver feliz, dance e balance todo o seu corpo.
Não importa quantas vezes o outro te magoa, não se sinta culpado…volte e faça as pazes novamente.
Aproveite o prazer de uma longa caminhada.
Se alimente com gosto e entusiasmo.
Coma só o suficiente.
Seja leal.
Nunca pretenda ser o que você não é.
E o MAIS importante de tudo…
Quando alguém estiver nervoso ou triste, fique em silêncio, fique por perto e mostre que você está ali para confortar.

A amizade verdadeira não aceita imitações!

E NÓS PRECISAMOS APRENDER ISTO COM UM ANIMAL QUE DIZEM SER IRRACIONAL!

Texto de Ramiro Ros

==========================================

Quer fazer um teste interessante?


Quer fazer um teste interessante?

1) Diga o nome das cinco pessoas mais ricas do mundo;
2) Diga o nome dos cinco últimos ganhadores do prêmio Nobel da Paz;
3) Agora, diga o nome das cinco últimas miss universo;
4) Dê agora o nome de 10 ganhadores de medalha de ouro nas Olimpíadas;
5) E, para terminar, os últimos 12 ganhadores do Oscar.

Lembrou de algum? Difícil, não? E são pessoas famosas, não são anônimas, não!
O aplauso acaba, prêmios envelhecem, grandes acontecimentos são esquecidos.

Agora, tente esse outro teste:

1) Escreva o nome dos professores que você mais gostava;
2) Lembre de três amigos que ajudaram você em momentos difíceis;
3) Pense em cinco pessoas que lhe ensinaram alguma coisa valiosa;
4) Pense nas pessoas que fizeram você se sentir amado e especial;
5) Pense em cinco pessoas com quem você gosta de estar.

Mais fácil esse teste, não é? Sabe o motivo?

As pessoas que fazem diferença em nossas vidas, não são as que têm mais credenciais, dinheiro ou prêmios. São as que se importam conosco!

Você pode ser anônimo para o mundo, mas é uma pessoa especial para alguém.
(( Desconhecido a autoria ))
==============================================================

O Fusquinha vermelho


Um amigo meu conta a historia de uma mulher que comprou um fusquinha vermelho.
Certo dia, levou os filhos ao zoológico.
Estacionou o carro perto do show dos elefantes.
Ao retornar, à tarde, teve a horrível surpresa de ver a capota e os lados do carro amassados.
Seu espanto aumentou ao ouvir dizer que, durante o dia, um elefante havia escapado.
Como parte do seu ato, ele devia colocar as patas sobre um tambor vermelho.
Diligentemente, após anos de treino, o elefante havia posto as patas em cima do fusquinha!
A mulher estava desesperada. As autoridades do zoológico lhe asseguraram que assumiriam a despesa do conserto do veículo.
À caminho de casa, um guarda a deteve acusando-a de haver deixado o local de um acidente.
Ele viu o dano mas nao tinha conhecimento das circunstâncias.
“Mas, seu guarda, não sofri nenhum acidente!”
exclamou a mulher.
“Um elefante pôs as patas em cima do meu carro.
” A reação do policial foi aplicar-lhe um teste para ver se ela estava bêbada e a seguir levá-la para a delegacia mais próxima.
“O senhor não compreende!
Por favor, telefone para o zoológico!” foi o pedido da mulher ao sargento de serviço.
Afinal, ele telefonou e as autoridades confirmaram que a mulher dizia a verdade.
Envergonhado, o sargento pediu desculpas e a deixou ir.

A história dessa mulher é um exemplo extremo da falta de comunicação, mas algumas das contradições de nossas próprias palavras e vida não são menos difíceis de acreditar.

=============================================================

O DEUS “PAI” DOS ZÉ MANÉS!...


Você é do tipo que só dá se os outros virem que foi você quem deu?
Você é do tipo que não vê vantagem em fazer o bem que não seja identificado como obra sua?...
Você é do tipo que jamais faria o bem a quem fosse ingrato?
Você é do tipo que boicata os filhos que não fazem a sua vontade?
A grande maioria de nós é assim...
É por isto que Jesus disse que o melhor pai entre os homens ainda é mal...
E pior:
Se o pai for cristão, muitas vezes é a partir dele mesmo que ele faz a projeção de Deus, o Pai, no mundo...
Sim, nesse caso, o Pai está preso às noções de paternidade perversa do homem!...
É por isso que o Pai “ficou” tão mal aos nossos sentidos, pois, de fato, o projetamos a partir de nós mesmos e de nossos pais.
Por esta razão o “Pai dos crentes” é tão carnal, tão caprichoso, tão mesquinho, tão cheio de barganhas, tão incomodado, tão sensível, tão não me toques, tão Zé Mané!
Tão grande Zé Mané Cósmico gera um monte Zé Manés históricos.

Portanto, seu Zé Mané histórico, filho do Zé Mané Cósmico, ouça: Deus, o Pai, não parece com você!
O único Pai que o mundo conheceu até hoje pelos cristãos é um Zé Mané a cara dos Zé Manés que nós somos...

O nosso “Pai” é bom apenas para quem é bom para Ele...
O nosso “Pai” é generoso com aqueles que dão dinheiro a Ele...
O nosso “Pai” é vingativo com quem não o obedece...
O nosso “Pai” é meio parente do diabo, só que tendo todo poder... e mais requinte.
O nosso “Pai” é como os pais que demandam ódio dos filhos...
O nosso “Pai” é Aquele que deserda o filho que não odiar a quem “Ele” diga que é para odiar...
O nosso “Pai” é feio...
O nosso “Pai” não tem nenhum semelhança com o Pai de Jesus.
Assim, pergunto a você, seu Zé Mané:

Você tem certeza que quando você fala do “Pai” é do Pai de Jesus que você está falando mesmo?...”
Ora, o Pai de Jesus faz o bem a todos, maus e bons; e não precisa de reconhecimento.
O Pai de Jesus não é caprichoso e nem encurrala a Sua Graça nos templos e nos lugares religiosos...
O Pai de Jesus tem filhos em todos os lugares e com todas as caras...
O Pai de Jesus ama a todos, até os filhos que o odeiam...
O Pai de Jesus entende a diferença entre ódio ao “Pai” e ódio ao Pai... E Ele sabe que a maior parte do ódio humano a Deus é fruto da falsificação diabólica feita acerca do Pai...
Portanto, digo a você, se você for do tipo...:
“Zé Mane! Pare de fazer Deus ficar a cara do diabo!”
Se você fizer o Pai ficar a cara do diabo, saiba: Você vai encontrar “o Pai” que você pintou!
Foi por isto que Jesus disse aos judeus que odiavam e que faziam o Pai ficar feio [João 8], que eles haviam se tornado filhos do diabo...
Se o Pai for apenas um ídolo criado pela projeção do “pai”que você é ou conhece em maldades..., então, abra o olho, pois, de um modo ou de outro, a gente sempre acaba ficando cara a cara com o “Deus de nossas próprias invenções”.
Esta foi a mensagem de Jesus em Mat. 25, quando afirmou que o homem que escondera o seu próprio talento o fizera em razão de uma visão pervertida do Pai. Sim, criou um Pai tão severo e mesquinho que..., acabou sendo julgado pelo critério que ele atribuía ao Pai que não era...
Portanto, pare com isso Zé Mané!...

Deus não parece com você!...

É você que tem que se salvar buscando a semelhança Dele!...

Quer mais seu Zé Mané?...

Pois não tem...
É aqui se pára...
Não tem caminho daqui pra frente...
Entendeu?...


Caio Fábio

15 de maio de 2009 - Lago Norte
Brasília - DF

=======================================================

2 de jan de 2015


Os desafios da alma não são fáceis,
mas o crescimento que advém da aceitação
desses desafios é sempre compensador.
Não aceite viver uma vida medíocre só porque é mais fácil.

O mundo, felizmente, será sempre cheio de desconhecidos:
de alturas que nunca foram alcançadas; lugares que
nunca foram vistos; idéias que nunca foram pensadas;
criações que nunca foram criadas.

Não é preciso que sejam imensas alturas,
nem fantásticas idéias, nem estupendas criações...
Basta que seja um pouco mais que seu limite de agora.
Não caia na tentação de aceitar limites confortáveis,
onde procurará simplesmente viver do jeito que der e até quando puder.

Se você se esforçar em ampliar os seus limites,
um pouco de cada vez, porém sempre mais, sempre expandindo,
descobrirá a verdadeira finalidade da vida.
E o prazer de vencer o maior dos desafios:
superar a si mesmo.

Descubra o seu caminho, pois ninguém mais pode descobri-lo por você...
E siga-o, pois só você pode trilhá-lo.
Respeite seus sonhos e idéias e, nunca, nunca desista deles,
pois eles são a única coisa concreta num mundo
de sombras em eterna mutação.

(texto de Rosana Zoelner)

===========================================

1 de jan de 2015

Reflexão

Adicione a seu facebook

Add ao seu facebook




Cházinho pela tarde... maravilhosa idéia...


Apenas um carinho...isso nunca é demais.


Inspiração para sua meditação


Frases 01/12/2015







==========================================================




Whatsaap
62.8300.0493

Caso alguém encontre aqui alguma mensagem sem citação de autoria, autoria desconhecida, Ou fonte trocada.

Comunique comigo para que eu dê o credito ou até mesmo retiro daqui a mensagem se for a vontade do autor(a).

Caso tenha alguma mensagem bonita, independente de religião. E queira nos permitir a inseri-la no site.
por favor nos envie.

Obrigado.

JFF


=======================================

Eis que 2015 chegou... Bem vindo...


2015 chegou... que legal né!!!


que ele seja bem vindo ao nosso convívio.  Apenas mudamos uma data em nossos calendários. 
As preocupações, as dividas, os compromissos etc...etc..etc... continuam todos ai para serem trilhados e cumpridos.
Vamos pedir a Deus muita Paz e Luz associado a uma boa saúde, o resto a gente corre atrás. Vamos nos encher de esperança e caminhar por cada pedaço de estrada que nos for mostrada.
Saibamos distinguir o Bom do Ruim.
Saibamos dentro de nossas humildes limitações a doar um pouco de nós aos irmão que são  carentes.
Saibamos respeitar o nosso próximo e deixa-lo tomar a decisão que lhe seja melhor, claro as vezes tentando orienta-los, mas jamis interferindo nas suas decisões próprias.

Tive uma conversa em 2007 com Deus e disse a ele que estaria sempre aqui colocando uma mensagem de Fé, Esperança, Positividade.
Algo que servisse e inspirasse as pessoas, independente de religião ou crença. E Eis que estou cumprindo o que lhe prometi, ou melhor tentando....

Continuarei fazendo isso, claro que com a ajuda de Deus e todas as fontes positivas de energias do planeta.

Quero também contar com a ajuda de todos..

Muita Paz e Luz..


JFF

================================================================