29 de out de 2010

Quero Dividir minha vida

Quero repartir minha vida com quem sabe o seu valor, a dedicação que ela mostra por tudo o que lhe toca o íntimo, tudo o que a sensibiliza e a mergulha nas profundezas do seu coração;
Quero dividir meus dias, minhas noites e chuvas com quem sabe o que representa as estações que renovam a s esperanças, o sereno que recolhe as mágoas, a chuva que inunda o ribeirão do espírito e traz vida nova e cheia de luz;
Quero retalhar meus caminhos com quem sabe como andar por eles é confortável e pacificador, pois em suas margens nascem os mais belos lírios da paz, as mais perfumadas rosas da felicidade, as mais inebriantes paixões;
Quero despedaçar minha existência com quem aposta na harmonia dos dias espiritualizados, com quem procura alento pras suas dores e sabe quão enriquecedor é estender despretensiosamente a mão e recolher sementes de gratidão;
Quero lotear minha vida com quem busca o espaço pra germinar as mais belas manifestações de apreço pelo próximo, quem acredita no tempo como elemento imprescindível para semear afetos, quem faz do seu viver um hino de gratidão e louvor;
Quero, num último desejo, falar que é no tempo que temos o fermento que nutre nossa existência, e não lançar mão dele para o crescimento espiritual é como passar por aqui sem tocar o chão sagrado, não deixando marcas, não riscando o solo da vida, não incendiando nossos semelhantes com o calor da fraternidade e, dessa maneira, inutilmente vivendo.

Recebemos de Portaldiabetes

=======================

28 de out de 2010

Sinta-se uma pessoa viva

Ao longo da vida, vamos descobrindo aos poucos, pequenas coisas que nos dão certo prazer – mas, talvez, "prazer" não seja a palavra mais adequada... Afinal, são coisas que, além do prazer, nos fazem sentir que somos uma pessoa viva. Por exemplo: quando alguém atinge alguma conquista – como um carro novo.

Você já notou como essa pessoa o dirige no primeiro dia com ele nas mãos? É de maneira diferente, curtindo em profundidade aquele momento; um momento que faz com que a pessoa se sinta especial... Um momento que parece fazer com que aquela pessoa fique mais viva do que nunca.

É isso! Parecer uma pessoa mais viva do que nunca, sentir-se uma pessoa viva... Isso só é possível quando encontramos momentos mágicos que podem estar ao nosso alcance. E esses momentos não precisam ser, necessariamente, a aquisição de um desejo material. Pode ser um simples elogio recebido, uma frase dita na hora certa, ou até mesmo a chegada mais rápida do elevador naquele momento em que você estava com muita pressa.

Por isso, preste muita atenção a tudo de bom que acontece com você e festeje, porque aquele é o seu momento especial. E mais: relacione todas as coisas que despertam em você aquela sensação de “me sinto tão bem fazendo isso...” , e depois, faça essas coisas!

Você pode, você deve, você precisa. Afinal de contas, você merece se sentir uma pessoa viva, pois é para isso que estamos aqui: para viver e nos sentirmos vivos!

César Romão, no livro "Tudo vai dar certo"


===================

26 de out de 2010

Levante o rosto para o sol e siga sua estrela!
Vá buscar seus sonhos além do arco-íris, por mais impossíveis que pareçam.
Embale no peito as maiores esperanças e ouça sempre seu coração.
Acredite sempre e siga seu caminho, pois o amanhã nasce do que voce sonha hoje...

(Recebemos da amiga Cida - Passos/MG)
===================================

25 de out de 2010

03 Perguntas

Um rei se apercebeu que se soubesse a hora certa de agir, quem eram as pessoas mais necessárias e o mais importante a ser feito, nunca falharia no que fizesse.

Procurou um homem sábio para se aconselhar. Vestiu roupas simples, e antes de chegar ao destino, apeou do cavalo, deixou seus guarda-costas para trás e foi sozinho.

O sábio estava cavando o chão em frente à sua cabana. O rei chegou e falou: "Vim aqui porque preciso que me responda três perguntas: como posso aprender a fazer o que é certo na hora certa?

Quem são as pessoas às quais devo prestar maior atenção?

Quais os assuntos aos quais devo conceder prioridade?"

O sábio não respondeu e continuou a cavar. Estava fraco e inspirava profundamente, a cada golpe.

O rei se ofereceu para cavar em seu lugar e preparou duas extensas sementeiras. Sem receber nenhuma resposta às suas perguntas, quase ao final da tarde, disse: "Vim até aqui para obter respostas. Se não pode me dar nenhuma, então me diga que vou embora."

Nisso, um homem barbado saiu correndo da floresta. Estava ferido e caiu desmaiado, gemendo baixinho.

O rei e o sábio o socorreram. Havia uma grande ferida em seu corpo. O rei a lavou e a cobriu com seu lenço e uma toalha do sábio.

O sangue continuou a jorrar. Muitas vezes o rei lavou e cobriu a ferida.

Finalmente, a hemorragia parou. O homem foi levado para a cama e adormeceu. A noite chegou. O rei sentou-se na entrada da cabana e, cansado, adormeceu.

Ao despertar pela manhã, demorou um pouco para se dar conta de onde estava. Voltou-se para dentro. O homem ferido o olhou e lhe pediu perdão.

"Não tenho nada para lhe perdoar", disse o rei. "nem o conheço."

"Mas eu o conheço. O senhor prendeu meu irmão e jurei acabar com sua vida. Quando soube que o senhor vinha para cá, também vim. Esperei na floresta para matá-lo pelas costas.

Mas o senhor não voltou. Saí de minha emboscada e seus guarda-costas me viram. Foram eles que me feriram. Fugi deles. Teria sangrado até a morte se não me tivesse socorrido.

Majestade! Se eu sobreviver, serei o mais fervoroso de seus servos."

O rei ficou satisfeito por ter conseguido a paz com seu inimigo tão facilmente. Disse que mandaria seu médico para o atender.

Levantou-se e procurou o sábio que estava agachado, plantando nas sementeiras cavadas no dia anterior.

"Então, vai responder às minhas perguntas?"

Erguendo os olhos, o sábio lhe respondeu:

"O senhor já tem todas as suas respostas."

E ante a indagação da real figura, explicou:

"Se sua majestade não tivesse ficado condoída da minha fraqueza ontem e cavado essas sementeiras para mim, indo embora, teria sido atacado por aquele homem.

Teria assim se arrependido de não ter permanecido comigo. Por isso a hora mais importante foi quando cavava as sementeiras.

Eu era o homem mais importante. Fazer-me o favor foi o mais importante.

Depois, quando o quase assassino chegou correndo, a hora mais importante foi quando cuidava dele. Se não tivesse cuidado da sua ferida, ele teria morrido sem estar em paz consigo.

Por isso, ele era o homem mais importante. O que foi feito por ele foi o mais importante.

Então, só existe um momento importante, o agora.

O homem mais necessário é aquele com quem você está, pois ninguém sabe se vai tornar a lidar com outro alguém.

O assunto mais importante é fazer o bem para esse com quem se está, pois esse é o grande propósito da vida.

...............

A hora de agir é agora. O local onde você está é o mais ajustado e as pessoas que estão com você as ideais para a sua vida e o seu crescimento.

Recbemos do portal Portaldiabetes

====================

24 de out de 2010

O Grande Homem

É tranqüilo, calmo, paciente, não grita, nem desespera. Pensa com clareza, fala com inteligência, vive com simplicidade. É do futuro, não do passado. Sempre tem tempo. Não despreza nenhum ser humano. Não é vaidoso. Como não anda à cata de aplausos, jamais se ofende. Possui sempre mais do que julga merecer. Está sempre disposto a aprender, mesmo das crianças. Vive dentro de seu próprio isolamento espiritual, onde não chega nem o louvor nem a censura. No entanto, seu isolamento não é frio: ama, sofre, pensa, compreende. O que você possui, dinheiro e posição social, nada significam para ele. Só lhe importa o que você é. Despreza a opinião própria, tão depressa verifica o seu erro. Respeita somente a verdade. Tem mente de homem e coração de menino. Conhece-se a si mesmo, tal qual é.

22 de out de 2010

Troca de etiquetas

Mas buscai primeiro o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas" (Mateus 6:33). 
Uma forte ventania causou, certo dia, um grande alvoroço numa tradicional loja de departamentos.
O gerente havia deixado as janelas abertas e o vento que por elas entrou soprou grande quantidade de etiquetas de preços que estavam prontas e ainda não colocadas, fazendo-as pousar em diversos artigos da loja de forma desordenada.
No dia seguinte, os clientes ficaram surpresos ao encontrar meias a 49,90, ternos a 1,99, sapatos a 0,90 e um cachecol a 1.290,90!

E a loja de departamentos de nossa vida? como a temos organizado?
A que atribuimos altos valores e quais os artigos não temos valorizado?
As pessoas que nos conhecem, que conosco convivem constantemente, encontram tudo em ordem ou a ventania da incredulidade tem feito trocas?
Temos atribuído preços elevados às coisas materiais, incertas e passageiras ou, valorizamos o espiritual, crendo que ao lado de Deus todas as coisas são acrescentadas?
Quando abrimos nossos corações e deixamos o Senhor nos dirigir, então podemos descansar e confiar que as bênçãos virão na hora e da forma de Deus. Quando nos apegamos às coisas desse mundo, perdemos o real valor das coisas importantes para nossa felicidade e supervalorizamos aquilo que nenhum valor tem. Precisamos parar de viver como se as etiquetas de preços estivessem trocadas!

Desconhecido a autoria
======================================

20 de out de 2010

Fatores Limitantes

Você é a principal fonte de energia das suas próprias limitações. Pare de alimentar suas limitações, pare de aceitá-las como um destino definitivo e elas desaparecerão gradualmente.

Toda vez que você diz em voz alta ou para si mesmo “Nunca serei capaz”, você está reafirmando suas limitações.

Quando você explica seu comportamento dizendo “Eu sou assim”, você está construindo e fortalecendo os limites que o impedem de avançar. Sua mente é a responsável por sua própria versão da realidade. Qualquer limitação que ocupe sua mente é, de fato, real.

Sobre o que aquela voz na sua cabeça fica falando o dia inteiro? Ela está barrando ou impulsionando você? Ela está constantemente dizendo “Nunca vou conseguir” ou “Eu não posso”? Você está sempre ocupado se convencendo das suas limitações?

Essa voz interior é capaz de dizer o que você quer que ela diga. Ouça o que você está dizendo a si mesmo e pense a respeito. Você realmente precisa se criticar e se limitar? Trabalhe para incentivar a si a mesmo e observe quão rapidamente o mundo muda para melhor.

Autor Anônimo

======================

19 de out de 2010

Perceba

Perceba que mais um dia começou e, que bom, ele é todo seu.

Perceba que você tem o tempo em suas mãos e, mesmo quando atolado em problemas, a vida espera que você tome as decisões para seguir em frente.

Perceba que se você ficar deitado, com medo da vida, com medo até do ar que respira, tudo ao seu redor vai parar.

Perceba que você é o capitão de um navio cuja rota e destino dependem de suas atitudes.

Perceba que culpar a situação, a crise e as pessoas é a nossa primeira reação de defesa quando sentimos que perdemos o comando do nosso navio, e que para retomar o timão é preciso coragem para assumir as próprias fraquezas, é preciso determinação para seguir na direção certa, determinada por você.

Perceba que a vida o presenteou com inúmeros recursos, como a inteligência e a capacidade de comunicação. Se você usufrui destes recursos, já tem tudo isso e ainda sabe que é um ser privilegiado, então não falta nada, só falta rumo e determinação.

Perceba que todas as pessoas possuem qualidades e defeitos. Sem respeitar o ser humano que luta ao seu lado por dias melhores, o seu navio encalha e atrapalha os outros que estão chegando.

Perceba que a felicidade talvez já não seja mais um porto distante, mas um ponto no horizonte.

Autor Anônimo

***************************************

18 de out de 2010

Estratégia

Perguntado como enfrentar com sucesso uma grande tropa inimiga em condições de combater e preparada para marchar para a batalha, responda: “Começando por tomar uma coisa que o inimigo conserve com interesse; então ele ficará sujeito à sua vontade”.

A rapidez é a essência da guerra. Tire partido da falta de preparação do inimigo, marche por caminhos onde não é esperado e ataque pontos desprotegidos. São os seguintes os princípios a serem observados por uma força invasora: quanto mais profundamente penetrar num país, maior deverá ser a solidariedade entre os soldados e, dessa forma, os defensores não levarão a melhor.

Faça pilhagens em território fértil para suprir seu exército de alimentos. Examine cuidadosamente o bem-estar de seus homens e não os sobrecarregue. Concentre sua energia e armazene suas forças. E, mantenha seu exército sempre em movimento e delineie planos insondáveis.

O tático habilidoso pode ser comparado a uma cobra encontrada nas Montanhas Ch’ang: atingida na cabeça, reage com o rabo; atacada no rabo, responde com a cabeça; agredida no meio, ataca com a cabeça e o rabo.

trecho de "A Arte da Guerra", de Sun Tzu

==============================

17 de out de 2010

Provérgio árabe


Não digas tudo o que sabes
Não faças tudo o que podes
Não acredites em tudo o que ouves
Não gastes tudo o que tens

Porque:
Quem diz tudo o que sabe
Quem faz tudo o que pode
Quem acredita em tudo o que ouve
Quem gasta tudo o que tem

Muitas vezes...
Diz o que não convém
Faz o que não deve
Julga o que não vê
Gasta o que não pode 

========================

15 de out de 2010

VIva o Professor(a)

Nosso carinho e homenagem ao professor amigo.
Parabéns pelo seu dia
Diz uma linda lenda árabe que dois amigos viajavam pelo deserto e, em um determinado ponto da viagem, discutiram. O outro, ofendido, sem nada a dizer, escreveu na areia:

HOJE, MEU MELHOR AMIGO ME BATEU NO ROSTO.

No entanto seguiram viagem e chegaram a um oásis, onde resolveram banhar-se. O que havia sido esbofeteado começou a afogar-se, porém sendo salvo pelo amigo. Ao recuperar-se, pegou uma faca e escreveu numa pedra:

HOJE, MEU MELHOR AMIGO SALVOU-ME A VIDA.

Intrigado, o amigo perguntou:

- Por que depois que te bati, você escreveu na areia e agora escreveu na pedra?
Sorrindo, o outro amigo respondeu:

- Quando um grande amigo nos ofende, deveremos escrever na areia onde o
vento do esquecimento e do perdão se encarregam de tudo apagar; porém, quando o amigo nos faz algo grandioso, deveremos gravar na pedra da memória do coração, onde vento nenhum do mundo poderá apagar.

Autor Anônimo

12 de out de 2010

Percepção

Ao nascer, entrando em contato com o mundo, você começou a enfrentar os desafios de assimilação e compreensão da realidade externa. Viveu múltiplas experiências, assimilou-as e cresceu. Desde muito cedo, escolheu maneiras de lidar com desafios, que proporcionaram sucesso, com conforto, segurança e, até mesmo, elegância.

Diante dos bons resultados, sua tendência – como a de qualquer outro ser humano – foi a de repetir o comportamento padrão... Assim, foi fixada e cristalizada sua maneira de ser e agir... Mas esse comportamento padrão que, de início, permite aos seres humanos viver bem, por ser mecânico e repetitivo, com o tempo começa a limitar sua capacidade percepção e de ação... e limita a possibilidade de crescimento e de auto-aperfeiçoamento do indivíduo.

Esses comportamentos tendem a ser pouco criativos e flexíveis e transformam o cotidiano em mesmice, provocando estresse e reações negativas ao novo ou a mudanças. Qualquer comportamento rotineiro ou mecânico bate de frente com a filosofia do Marketing Pessoal.

Assim como, quando do lançamento de um produto, busca-se o melhor possível dentro de suas especificações, no caso dos seres humanos, a flexibilidade de comportamento é essencial para quem pretenda construir seu próprio design, objetivando sucesso.

Por isso, lembre-se: o ser humano possui três motivações fundamentais – o instinto, a emoção e o intelecto; somente com o funcionamento pleno, harmonioso e eqüitativo das três, uma pessoa conseguirá um elevado padrão de percepção e ação.


texto de Lúcia De Bidart no livro "Marketing Pessoal"

===================================

Aprenda a ouvir a opinião de outros.

Busque sempre uma opinião sincera em relação às coisas que você faz. Quando você vê suas forças e fraquezas através dos olhos de outra pessoa, você tem um caminho definido para o aperfeiçoamento. E o contínuo aperfeiçoamento levará ao sucesso.

Todas as pessoas que se encontram agora no topo, começaram de baixo. Toda empresa grande e bem sucedida foi, no passado, um simples projeto. Todos eles começaram de baixo e subiram ao topo através de contínuo aperfeiçoamento.

O sucesso depende do valor que agregamos às pessoas. Por isso é crucial sabermos exatamente como as pessoas percebem o valor que você agrega. Todos os dias, você tem a oportunidade de fazer pequenas melhorias no seu trabalho.

Uma opinião sincera e bem intencionada , vinda de pessoas que são diretamente tocadas pelo seu trabalho, lhe mostrará como fazer isso. É um recurso valioso que pode colocá-lo à frente.



A.D


=====================================

11 de out de 2010

A Fabula da Convivência

Durante uma era glacial, muito remota, quando parte do globo terrestre esteve coberto por densas camadas de gelo, muitos animais não resistiram ao frio intenso e morreram, indefesos, por não se adaptarem às condições do clima hostil.

Foi então que uma grande manada de porcos-espinhos, numa tentativa de se proteger e sobreviver, começou a se unir, e juntar-se mais e mais.
Assim, cada um podia sentir o calor do corpo do outro.
E todos juntos, bem unidos, agasalhavam-se mutuamente, aqueciam-se enfrentando por mais tempo aquele forte inverno .
Porém, vida ingrata, os espinhos de cada um começaram a ferir os companheiros mais próximos, justamente aqueles que lhes forneciam mais calor, aquele calor vital, e afastaram-se feridos, magoados, por não suportarem mais tempo os espinhos dos seus companheiros.

Doíam muito...

Mas, essa não foi a melhor solução : afastados, separados, logo começaram a morrer congelados, os que não morreram voltaram a se aproximar, pouco a pouco, com jeito, com precauções, de tal forma que, unidos, cada qual conservava uma certa distância do outro, mínima, mas o suficiente para conviver, resistindo à longa era glacial.

Sobreviveram...

É fácil trocar palavras, difícil é interpretar os silêncios !

É fácil caminhar lado a lado, difícil é saber como se encontrar !
É fácil beijar o rosto, difícil é chegar ao coração !
É fácil apertar as mãos, difícil é reter o seu calor !
É fácil sentir o amor, difícil é conter sua torrente !
Que possamos nos aproximar uns dos outros com amor e serenidade de tal forma que nossos espinhos não firam as pessoas que mais amamos tanto no trabalho, na escola, na igreja, em casa ou na rua.


Recebemos de Portaldiabetenet


===============================

8 de out de 2010


Desfrute da jornada

Os melhores jogadores desfrutam do jogo.
Os melhores músicos têm amor pela música.
As pessoas que chegam mais longe apreciam a conquista.
Você vê algum padrão nisso?

Seja lá o que você tiver que fazer para alcançar o sucesso, encontre a maneira de
tornar isso uma tarefa prazerosa.
Você pode fazer o que gosta, ou gostar do que faz.
Dá na mesma.
O que importa é a parte do “fazer”.
Agir é o que traz sucesso.

Sim, você pode lutar contra seus próprios desejos, sentir-se frustrado e, no final,
alcançar seu objetivo.
Mas por que tem de ser assim? Você terá uma qualidade de vida muito melhor
se desfrutar das coisas que lhe trazem sucesso.

As pessoas em boa forma física apreciam frutas, vegetais e exercícios físicos
regulares tanto quanto as pessoas com excesso de peso apreciam uma pizza em
frente à TV.
A diferença não está na comida ou na atividade; a diferença está na atitude.

Você tem total controle sobre o que gosta e o que não gosta.
As coisas de que você gosta são aquelas das quais você mesmo se condicionou a gostar.
E você tem o poder de mudar isso.

Recebemos do portal Diabetenet
Desconhecemos a autoria.

===================================

7 de out de 2010

Pare de Explicar a sua vida

Se você observar com atenção, notará um detalhe acerca dos indivíduos confiantes
e determinados:
eles não passam a vida se explicando.
Apenas fazem o que precisam fazer e pronto.
Quando somos crianças, não há como escapar disso.
Estamos sempre tendo de nos explicar para nossos pais e professores,
geralmente tentando nos manter longe de problemas ou de algumas palmadas no traseiro.
Mas se quisermos ser adultos felizes, precisamos pensar e nos comportar
mais independentemente.
Precisamos nos sentir mais à vontade quanto ao fato de não termos
de explicar todas as decisões à família, aos amigos e aos vizinhos.

Evidentemente que às vezes é apropriado nos explicarmos para nosso chefe ou justificar
nossas ações para nossos parceiros.
Se uma pessoa está pagando seu salário, ela tem o direito de saber o que você
está fazendo e por que está fazendo determinada coisa.
Ao estabelecer um relacionamento próximo com a pessoa que você escolheu
como companheira, é comum querer compartilhar suas decisões e suas idéias
a respeito das coisas.
Mas, apesar de tudo isso, não precisamos passar a vida como se estivéssemos sentados
no banco dos réus!
Estou me referindo à convicção pessoal – sobre você decidir o que é da sua conta
e de mais ninguém.
Algumas pessoas têm o hábito de fazer perguntas sobre assuntos que não lhe
dizem respeito...
Quando isso acontecer, você não precisa ser misterioso; mas só porque uma pessoa
lhe faz uma pergunta não significa que o assunto seja da conta dela,
ou que você tenha de responder só para satisfazê-la...
Analise se você tem o hábito de justificar suas ações e de explicar assuntos
seus que só dizem respeito a você e a mais ninguém.
As pessoas não estão erradas em perguntar.
Mas é você quem decide controlar a situação e responder apenas às perguntas
que quiser responder...
Sinta-se livre para viver como quiser, usando seu tempo como bem entender.
Você não tem de viver descrevendo toda sua vida e sua agenda social para satisfazer
os outros.
Não precisa ser indelicado, mas mantenha-se no controle de sua vida.
Não seja uma vítima...

Em poucas palavras:
tome suas próprias decisões.
Não precisa ofender as pessoas, mas seja verdadeiro consigo mesmo.
Se você optar por se explicar, faça por querer compartilhar seus pensamentos
com outra pessoa, e não por precisar da aprovação dela.
Sua própria permissão já é suficiente.
Você não precisa da aprovação das outras pessoas.

Andrew Matthews, no livro "Faça Amigos"


=================================================

6 de out de 2010

Deus costuma usar a solidão
Para nos ensinar sobre a convivência.
Às vezes, usa a raiva para que possamos
Compreender o infinito valor da paz.
Outras vezes usa o tédio, quando quer
nos mostrar a importância da aventura e do abandono.
Deus costuma usar o silêncio para nos ensinar
sobre a responsabilidade do que dizemos.
Às vezes usa o cansaço, para que possamos
Compreender o valor do despertar.
Outras vezes usa a doença, quando quer
Nos mostrar a importância da saúde.
Deus costuma usar o fogo,
para nos ensinar a andar sobre a água.
Às vezes, usa a terra, para que possamos
Compreender o valor do ar.
Outras vezes usa a morte, quando quer
Nos mostrar a importância da vida.

(Fernando Pessoa)

++++++++++++++++++++++++++++++

3 de out de 2010

A Ratoeira

Um rato olhando pelo buraco na parede vê o fazendeiro e sua esposa abrindo um pacote.
Pensou logo em que tipo de comida poderia ter ali.
Ficou aterrorizado quando descobriu que era uma ratoeira.

Foi para o pátio da fazenda advertindo a todos:
"Tem uma ratoeira na casa, uma ratoeira na casa."

A galinha, que estava cacarejando e ciscando, levantou a cabeça e disse:
"Desculpe-me Sr. Rato, eu entendo que é um grande problema para o senhor,
mas não me prejudica em nada, não me incomoda."

O rato foi até o porco e disse a ele:
"Tem uma ratoeira na casa, uma ratoeira."
"Desculpe-me Sr. Rato, mas não há nada que eu possa fazer, a não ser rezar.
Fique tranqüilo que o senhor será lembrado nas minhas preces."

O rato dirigiu-se então à vaca. Ela disse:
"O que Sr. Rato? Uma ratoeira? Por acaso estou em perigo? Acho que não!"

Então o rato voltou para a casa, cabisbaixo e abatido,
para encarar a ratoeira do fazendeiro.
Naquela noite ouviu-se um barulho, como o de uma ratoeira pegando sua
vítima.
A mulher do fazendeiro correu para ver o que havia pego.
No escuro,

ela não viu que a ratoeira pegou a cauda de uma cobra venenosa.

A cobra picou a mulher.

O fazendeiro a levou imediatamente ao hospital.
Ela voltou com febre.
Todo mundo sabe que para alimentar alguém com febre, nada melhor que uma canja.

O fazendeiro pegou seu cutelo e foi providenciar o ingrediente principal.
Como a doença da mulher continuava, os amigos e vizinhos vieram visitá-lá.

Para alimentá-los o fazendeiro matou o porco.

A mulher não melhorou e muitas Pessoas vieram visita-lá.
Muita gente veio vê-la o fazendeiro então sacrificou a vaca para alimentar
todo aquele povo.

Na próxima vez que você ouvir dizer que alguém está diante de um problema
e acreditar que o problema não lhe diz respeito lembre-se que,
quando há uma ratoeira na casa, toda a fazenda corre risco.

Desconhecido a autoria


===========================

1 de out de 2010

A Menina do vestido Azul

Num bairro pobre de uma cidade distante, morava uma garotinha muito bonita.

Acontece que essa menina freqüentava as aulas da escolinha local no mais lamentável estado: suas roupas eram tão velhas que seu professor resolveu dar-lhe um vestido novo.

Assim raciocinou o mestre: "é uma pena que uma aluna tão encantadora venha às aulas desarrumada desse jeito.

Talvez, com algum sacrifício, eu pudesse comprar para ela um vestido azul."

Quando a garota ganhou a roupa nova, sua mãe não achou razoável que, com aquele traje tão bonito, a filha continuasse a ir ao colégio suja como sempre, e começou a dar-lhe banho todos os dias, antes das aulas.

Ao fim de uma semana, disse o pai:

"Mulher, você não acha uma vergonha que nossa filha, sendo tão bonita e bem arrumada, more num lugar como este, caindo aos pedaços?

Que tal você ajeitar um pouco a casa, enquanto eu, nas horas vagas, vou dando uma pintura nas paredes, consertando a cerca, plantando um jardim?"

E assim fez o humilde casal.

Até que sua casa ficou muito mais bonita que todas as casas da rua e os vizinhos se envergonharam e se puseram também a reformar suas residências.

Desse modo, todo o bairro melhorava a olhos vistos, quando por isso passou um político que, bem impressionado, disse:

"É lamentável que gente tão esforçada não receba nenhuma ajuda do governo".

E dali saiu para ir falar com o prefeito, que o autorizou a organizar uma comissão para estudar que melhoramentos eram necessários ao bairro.

Dessa primeira comissão surgiram muitas outras e hoje, por todo o país, elas ajudaram os bairros pobres a se reconstruírem.

E pensar que tudo começou com um vestido azul.

Não era intenção daquele simples professor consertar toda a rua, nem criar um organismo que socorresse os bairros abandonados de todo o país.

Mas ele fez o que podia, ele deu a sua parte, ele fez o primeiro movimento, do qual se desencadeou toda aquela transformação. É difícil reconstruir um bairro, mas é possível dar um vestido azul.

Autor desconhecido