15 de set de 2008

RESPONSABILIDADE E CULPA

Acredito que o ser humano contribui para
a criação de cada condição de sua vida,
seja ela boa ou má, em função de sua maneira
de pensar e sentir.
Os pensamentos criam sentimentos;
assim, passa-se a viver de acordo com esses pensamentos
e sentimentos.
Mas isso não significa que se é culpado pelo
que sai errado na vida.
Existe uma diferença entre ser responsável e culpar
a si mesmo ou aos outros.
Quando falo sobre responsabilidade, na verdade estou falando sobre possuir o poder.
Quem acusa os outros entrega a eles o poder
capaz de modificar sua própria vida.

Se você costuma fazer papel de vítima,
está usando seu poder pessoal para ser indefeso.
Quem decide aceitar a responsabilidade não perde tempo pondo a culpa em alguém ou alguma coisa que está lá fora. Há pessoas que se sentem culpadas por criarem doenças, pobreza ou problemas no mundo que as cerca.
Escolheram interpretar a responsabilidade como
sendo culpa e sentem-se culpadas porque acreditam que falharam em alguma coisa.
Para mim, responsabilidade não tem nada a ver com culpa... Responsabilidade é a capacidade de reagir a uma situação.

Sempre temos uma escolha.
Isso não significa negar quem somos ou o que temos. Simplesmente quer dizer que devemos reconhecer que contribuímos para ser o que somos.
Assumindo a responsabilidade, ganhamos
o poder de mudar e dizer:
“O que posso fazer para mudar isto?”.
Para que isso aconteça, é preciso, acima de tudo, compreender que todos possuímos o poder o tempo todo;
tudo depende do modo como o usamos.


(texto de Louise L. Hay, do livro )
“O poder dentro de você”




=========================================

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente sobre a mensagem acima que você leu