21 de jan de 2009

Quando foi a última vez que você comprou um doce e comeu sem culpa?
Quando foi a última vez que entrou em uma loja de brinquedos e ficou maravilhado com todos aqueles sonhos e comprou um brinquedo para você?
Quando foi a última vez que leu um gibi do Cebolinha ou Garfield e "rachou o bico"?
Quando foi a última vez que ficou fazendo careta no espelho e foi pego de surpresa?
Quando foi a última vez que gargalhou, morreu de rir até perder o fôlego?
Quando foi a última vez que sentiu-se criança e feliz por assim estar?
Comportamentos impossíveis de realizar, sentir ou viver. Afinal de contas somos e devemos ser adultos e precisamos nos mostrar assim.
A fisionomia rude, cansada, velha. Andar com a cara amarrada, enrugada, demonstrando que temos vários, e velhos, problemas para resolver.
Sermos egoístas, maduros, individuais, chatos, "profissionais", infelizes, capitalistas, e, muitas vezes, ruins. Isso é ser adulto. Matar nossa criança interior, deixar de respirar e sentir o aroma da Vida.
Pro inferno com os padrões de comportamento, onde devemos nos podar e ser o que querem que sejamos.
Veja, ouça, fale, sinta, pense, goste de você.
Aceite-se! Sorria, cante, grite!
Solte-se! Seja livre! Seja criança! Seja você!
Seja feliz!!!

Desconhecido a autoria.
caso conheça avise-nos

BLOGREFLITASEMPRE@GMAIL.COM



=================================================

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente sobre a mensagem acima que você leu