18 de fev de 2009

Às vezes a vida nos parece meio louca, sem sentido algum,
pensamos que não temos motivos para viver,
ou mesmo que nunca poderemos ser felizes.
Coisa que não é verdade, pois oportunidades existem,
mas algumas pessoas têm medo de se arriscar, de tentar,
de viver perigosamente, de pedir perdão, pedir ajuda,
ou não tem capacidade de perdoar.
Por orgulho, acabam se magoando e ao outros também,
gritar eu te amo para todo mundo ouvir, quando se tem vontade
não é vergonha alguma, é expressar o que se sente de uma
forma simples e bonita e mostrar que se ama alguém.
É essencial parar de sonhar com um futuro melhor e fazer
do presente um momento excelente e único, esquecer as feridas
do passado, e arrancar o rancor e a angustia do peito,
e enche-lo de alegria, muita paz, de amor e de felicidade.

Para mais tarde não olhar para traz, e se perguntar:
por que eu não me arrisquei mais, por que eu disse que
eu a (o) amava, por que não vivi mais, por que não aproveitei
mais minha vida, por que não fiz mais amigos, por que não
experimentei mais beijos, e a pergunta mais importante de todas,
por que estou me lamentado agora, se na verdade no passado
tive vontade de fazer todas essas coisas, mais eu
as julguei por tolas e sem importância alguma em minha vida.
Mas hoje vejo que não são, mas agora é tarde demais para
se lamentar, ou se arrepender, pois as lágrimas que derramei
jamais retornaram aos meus olhos, ou que as pessoas que
deixei beijar iram me procurar, para me dizer:
eu vim lhe dar o beijo que você queria mais teve medo de pedir,
sendo que eu também queria.

O ontem já faz parte do passado, o amanhã é tão incerto,
o dia de hoje é muito importante, as pessoas que nos rodeiam,
os amigos, a família, os amores, um simples momento
ao lado dessas pessoas já nos faz muito felizes,
nos faz ter um sentimento tão diferente e envolvente,
como um abraço apertado e aconchegante.

Não quero olhar para traz e me arrepender, de não ter feito
o que tive vontade de fazer, quero recordar de momentos felizes,
momentos entre amigos, familiares, e etc.

Na verdade eu quero mais é ser feliz, me arriscar mais,
gritar eu te amo se tiver vontade, viajar por esse mundão a fora,
beijar por que beijo é muito bom, fazer muitos amigos,
chorar se tiver vontade, perdoar e pedir perdão quando for preciso,
para mais tarde não precisar me lamentar.
Ao invés disso quero observar meu álbum de fotos,
junto com as pessoas mais importantes da minha vida,
e rir de todos os momentos engraçados. E poder dizer
tranquilamente como foi bom, não me arrependo de nada que fiz.
E se pudesse não pensaria duas vezes faria tudo novamente.

Desconhecido a autoria



==================================

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente sobre a mensagem acima que você leu