15 de fev de 2010

INFINITA CAPACIDADE

Escrever uma estória é fácil, difícil é reescrever a própria vida, abandonar os fantasmas do passado, recomeçar com o mesmo ânimo de sempre, ou quem sabe, com nova motivação.

Escalar a montanha é fácil, difícil é manter a mesma concentração na hora da volta e não cometer erros fatais.

Emagrecer é algo que qualquer pessoa motivada consegue, difícil é manter-se magro pelo resto da vida.

Sonhar é coisa que todo mundo faz, difícil é colocar-se na luta para realizar o sonho.

Difícil mesmo é lutar e não desistir, é arrancar um sorriso entre as lágrimas, ressurgir das cinzas, refazer a sua própria história.

Ora, o que você aproveita ficando nessa lamentação, acreditando que o problema é o Zé, o João ou a Maria, se você mesmo não consegue dar um passo além da sua própria incapacidade de reagir?

Quem é que quer saber dos seus problemas?

Mesmo que te escutem, quem é que pode resolvê-los?

Quem pode sentir a sua dor?

Quem pode ficar internado no hospital por você?

Quem poderá sentir fome por você quando o alimento acabar?

Quem vai chorar quando as cobranças chegarem?

Por favor, reaja, pense na sua dor e transforme-a em mais um motivo para regair, para despertar, para achar uma nova saída.

Mude!

Mude tudo o que for possível, mas comece com o seu interior, botando uma luz, uma chama poderosa chamada auto-confiança, ou seja, você sabe o tamanho da sua dor, e sabe que pode vencer, que pode recomeçar, que vai vencer, vai vencer e vai vencer, custe o que custar, porque essa dor vai passar.

Então, você já não é mais a mesma pessoa, você enxuga as lágrimas e passa a enxergar o que estava oculto, o tempo deixa de passar, e você deixa de ser "o que sofre pelos outros" e passa a ser dono do seu destino, e ninguém, nunca mais, vai te fazer sofrer.

Creia em você, como eu acredito na sua infinita capacidade de recomeçar, assim, a vitória vai chegar mais cedo…

Eu acredito em você.

...

Autor: Paulo Roberto Gaefke



=================================

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente sobre a mensagem acima que você leu