12 de fev de 2010

VOCÊ AINDA NÃO MUDOU?

Se você colocar um sapo numa panela com água fervente, em ebulição, a 100 graus, ele por certo reagirá
rapidamente e pulará fora da panela.
Porém, se você colocar o mesmo sapo numa panela com água fria e colocar essa panela no fogo, o sapo não pulará.
Ficará quieto sentindo a água esquentar, esquentar, esquentar até que morrerá cozido".

Essa pequena estória, contada há muitos anos e tornada famosa nos livros de Peter Senge,
nos dá uma enorme lição:
A melhor atitude que poderemos ter hoje em dia, numa época de extrema competição e rapidez
é procurar perceber as mudanças e mudar.
Temos que desenvolver em nós uma aguçada percepção para sabermos a hora exata de mudar,
de criar novas situações, de reinventar o que fazemos.
Do contrário, morreremos "cozidos".
( Luiz Marins )

======================================================

"É isso que eu quero dizer novamente hoje, mas você teima em não me ouvir.
Porque todos temos uma certa tendência neurótica em deixar as coisas como estão, em salvar as aparências,
em manter as estruturas, mesmo que apodreçam.

Quase todos temos uma enorme preguiça de agitar as circunstâncias.
Propendemos a deixar tudo como está, embora vivamos fazendo promessas de mudar o mundo.

"A quem persiste na Esperança ainda resta a Salvação".
Mas você sempre deixa pra depois.
Você chuta o agora.
Você adia o instante.
Você posterga o hoje.
Você pensa que vai viver mil anos...

Mas não vai. Nem eu."

( Edson Marques )

Enviada por Flávio - Goiás
===================================

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente sobre a mensagem acima que você leu