15 de jun de 2010

Reflexão

A vida assim como a arte;
Se faz de muita ilusão;
Mas,como seriam os sonhos;
Se não houvesse emoção.
Às veses,a gente não sabe;
O que dizer ou que pensar;
E a voz que vem la de dentro;
Não chega sequer a demonstrar.
Pelas esquinas da vida;
O fim da estrada é incerto;
E mesmo no meio da rua;
Tudo parece deserto.
As pessoas se olham,
até mesmo se tocam;
Mas a distancia é visível,
entao as maos se afastam.
Se as pessoas entendessem,
que nada é complicado;
O feio ficava bonito,
e o bom não seria pecado.
O amor e a saudade,
de irmãos,andam colados;
O jeito é aceitar,sem tentar,
de forma alguma afastá-los.

De (Ayda de Macêdo. )

Recebemos por Scrap do amigo

Ademir Sarita - SP

=========================================

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente sobre a mensagem acima que você leu