12 de out de 2010

Percepção

Ao nascer, entrando em contato com o mundo, você começou a enfrentar os desafios de assimilação e compreensão da realidade externa. Viveu múltiplas experiências, assimilou-as e cresceu. Desde muito cedo, escolheu maneiras de lidar com desafios, que proporcionaram sucesso, com conforto, segurança e, até mesmo, elegância.

Diante dos bons resultados, sua tendência – como a de qualquer outro ser humano – foi a de repetir o comportamento padrão... Assim, foi fixada e cristalizada sua maneira de ser e agir... Mas esse comportamento padrão que, de início, permite aos seres humanos viver bem, por ser mecânico e repetitivo, com o tempo começa a limitar sua capacidade percepção e de ação... e limita a possibilidade de crescimento e de auto-aperfeiçoamento do indivíduo.

Esses comportamentos tendem a ser pouco criativos e flexíveis e transformam o cotidiano em mesmice, provocando estresse e reações negativas ao novo ou a mudanças. Qualquer comportamento rotineiro ou mecânico bate de frente com a filosofia do Marketing Pessoal.

Assim como, quando do lançamento de um produto, busca-se o melhor possível dentro de suas especificações, no caso dos seres humanos, a flexibilidade de comportamento é essencial para quem pretenda construir seu próprio design, objetivando sucesso.

Por isso, lembre-se: o ser humano possui três motivações fundamentais – o instinto, a emoção e o intelecto; somente com o funcionamento pleno, harmonioso e eqüitativo das três, uma pessoa conseguirá um elevado padrão de percepção e ação.


texto de Lúcia De Bidart no livro "Marketing Pessoal"

===================================

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente sobre a mensagem acima que você leu