13 de mai de 2011

A GENTE ADOECE É PELA EMOÇÃO

O tema: diabetes e as emoções é complexo. Por isto não me foi possível
falar de minhas experiências em apenas uma publicação deste blog.
Minha teoria conspira contra o que os médicos dizem.


                     Muitos deles afirmam que as causas do diabetes vêm da alimentação. Eu pergunto: alguém que me lê ingeriu açúcar em grande quantidade a ponto de elevar sua glicose a 340??? É impossível, pelos hábitos alimentares que temos. Na segunda publicação deste blog comprovamos que músculo não existe sem sistema nervos e o mesmo vale na relação inversa.
                    E você sabe o que é o fígado??? O maior órgão compacto humano (o maior em extensão é o intestino). O fígado é uma máquina, o nosso motor. Em livros científicos encontramos descrições que falam de até 750 funções do fígado. Ele é responsável por:70% da composição do sangue (os outros 30% ficam por conta da  medula óssea e do intestino delgado) e pela transmissão de substâncias que são as nossas fontes de energia, através do sangue.
                   Mas, se o fígado é um grande músculo e músculo não vive sem nervos, então podemos ligar o fígado diretamente ao nosso sistema nervoso. Quando você passa por um susto pode ter reações imediatas no estômago e posteriores que sejam decorrentes de disfunção do seu fígado, como boca amarga e diarréia.
                    O fígado tem três auxiliares: baço, pâncreas e vesícula. Baço: é auxiliar  na digestão. Vesícula: é acionada como uma “faxineira diarista”, ou seja, quando você come aquela feijoada e joga muita gordura para o fígado dar conta ele pede ajuda na produção da bílis, que dissolve a gordura e outras substâncias. Pâncreas: é quem equilibra a emissão de glicose.

                   Com isto respondemos algumas perguntas: quem produz a glicose é o fígado e quem a regula é o pâncreas. Ora, então o diabetes é muito mais problema advindo do fígado do que do pâncreas como afirma a nossa medicina. Para mim tratar um diabético pelo pâncreas é ficar na conseqüência e não na causa do problema. Tanto é assim, que muitos diabéticos convivem com a doença apenas com dietas, ou seja, com a emissão da glicose e não com o controle pelo pâncreas.
                    Podemos dizer então que a melhorar do estado emocional contribui para a melhora e/ou até a cura do diabético, uma vez que o fígado tem ligação direta com o emocional. O equilíbrio emocional permite com os órgãos humanos trabalhem de forma equilibrada. Isto aliada a uma alimentação correta, exercícios regulares que promovam a melhoria da circulação sanguinea será benéfico no tratamento do diabetes.
                   Eu não estou sozinho nesta. Vejam o que diz a Médica endocrinologista pediátrica Elcy Falcão, professora adjunta da Universidade Federal de Pernambuco, fundadora e conselheira científica da Associação Pernambucana do Diabético Jovem – APDJ.
                  “O acompanhamento psicológico a crianças e adolescentes representa um ponto muito importante na condução e apoio de portadores de diabetes nestas faixas de idade. Venho conduzindo grupos de diabéticos há 30 anos e sei o quanto é importante sair da função de curador do corpo para entrar no apoio psicológico do paciente. E é a junção destes dois procedimentos que nos permite um resultado melhor. É claro que uma equipe multiprofissional que trabalhe em uníssono, dentro da mesma linguagem e objetivo, é muito melhor do que um acompanhamento individual”

Vamos debater o tema: heriplantas@gmail.com ou nos comentários deste blog.
Leia as funções do fígado: http://pt.wikipedia.org/wiki/F%C3%ADgado


Fonte - http://heriplantas.blogspot.com/

===================================================

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente sobre a mensagem acima que você leu