13 de out de 2011

Humilhando as pessoas


Quando alguém o desaponta, você tem duas opções. Pode criticar a pessoa, humilhá-la e embaraçá-la, ou pode tentar resolver o problema. 

É pouco provável que você consiga fazer as duas coisas ao mesmo tempo. Mas algumas pessoas tentam. Primeiro elas passam a encarar o outro como um inimigo e dizem coisas do tipo: “você é inconseqüente, atrasado, inútil, ignorante...”, mas, a seguir pedem seu apoio dizendo: “agora que já o xinguei bastante, devolva meu dinheiro, conserte meu carro e continue a me amar como antes!”.

É uma maneira difícil de conseguir resultados! Por mais que você esteja aborrecido, é preciso lembrar que ofender os outros só sabota suas chances de fazê-las ajudar você. Se você gosta de confrontar as pessoas e ter seus chiliques ocasionais, tudo bem. Mas isso raramente o ajudará a conseguir aquilo que deseja.
Quando você começa a agredir as pessoas, elas simplesmente deduzem que você é rude. Então passam a querer vê-lo sofrer, e se você depender da colaboração delas para alguma coisa, estará perdido, porque elas não farão a mínima questão de ajudar...

Em poucas palavras: em geral, as pessoas se sentem felizes em atender às expectativas que você tem a respeito delas. Quando você as respeita e as trata bem, elas retribuem esse respeito. Se seu objetivo for obter a colaboração delas, seja generoso com sua demonstração de respeito. Na maioria das vezes elas aceitarão ajudá-lo de bom grado.


(texto de Andrew Matthews, no livro "Faça Amigos”)



=======================================