13 de nov de 2011

Erros

Os erros são o feedback a respeito de como estamos indo. Os vencedores cometem muito mais erros que os perdedores. É por isso que eles são vencedores. Eles estão recebendo muito mais feedback enquanto continuam a tentar mais possibilidades. O único problema dos perdedores é que eles encaram o erro como um evento tão importante que não conseguem enxergar o lado positivo de cometer erros.

Nós aprendemos muito mais com nossas derrotas do que com nossas vitórias. Quando perdemos, nós contemplamos, analisamos, reagrupamos e planejamos nova estratégia. Quando vencemos, simplesmente comemoramos e aprendemos muito pouco com isso. Eis aí mais um motivo para aceitar nossos erros!

A história de Thomas Edison é lendária: um cavalheiro perguntou ao inventor como era ter falhado tantas vezes nas tentativas de produzir uma lâmpada incandescente. Edison respondeu que não havia falhado de maneira alguma, e que apenas fora bem-sucedido em encontrar milhares de maneiras de como não fazer uma lâmpada incandescente!

Este tipo de atitude positiva em relação aos erros permitiu a Edison dar ao mundo uma das maiores contribuições da História.

Outros exemplos clássicos: Colombo saiu para procurar a rota mais rápida para a Índia, errou e descobriu a América! O vidro temperado, no qual uma lâmina de plástico é aderida entre duas de vidro, foi produzido por “acidente”. Desde então, sua propriedade de resistir a impactos já salvou milhares de vidas.

Os erros e os “acidentes” têm seus propósitos.

Em poucas palavras: os erros não são realmente erros. Portanto, vamos aceitar a possibilidade de cometer alguns erros de julgamento e encarar isso como parte do processo de aprendizagem. Se não nos levarmos a sério demais, será muito mais fácil conviver com alguns erros. Não é vergonhoso falhar, vergonhoso é não tentar!

Andrew Matthews, no livro "Seja Feliz"


=============================