23 de jun de 2012

O TEMPO


O TEMPO

  Mário Quintana



       Com o tempo, você vai percebendo que  para ser feliz com uma outra pessoa:  Você precisa, em primeiro lugar, não precisar dela.  Percebe também que aquela pessoa que você ama (ou acha que ama) e que não quer nada com você, definitivamente, não é a pessoa da sua vida.
       Você aprende a gostar de você, a cuidar de você e, principalmente, a gostar de quem também gosta de você. O segredo é não correr atrás das borboletas...  é cuidar do jardim para que elas venham até você.