7 de abr de 2014

OS RELACIONAMENTOS, AS BRIGAS E AS SEPARAÇÕES

OS RELACIONAMENTOS, AS BRIGAS E AS SEPARAÇÕES


Falar em separação de casais hoje em dia está tão comum, tão banal que as pessoas estão aceitando o fim do relacionamento sem mais nem menos. O duro, é que ambos saem machucados, e isso, mostra que algo além do casal atua nessa separação, uma força superior ao entendimento das pessoas envolvidas que vão levando um amor ao estágio de discussões e brigas sem fim. Onde está o amor, o fogo daquela paixão que uniu o casal? Cadê os beijos ardentes, a roupa bonita, o perfume sensual, as caricias, as primícias do amor? Tudo trocado pelas brigas e cobranças sem fim.
Mas, por que? Por que os casais estão se separando tão facilmente? Por que existem pessoas comemorando seu 34º relacionamento e não sai daquilo, ou seja, tudo começa lindo, tudo parece que vai dar certo, mas basta algum tempo e as coisas se revertem? Há com certeza uma grande força espiritual, que forma uma corrente contra as famílias, isso não tenha dúvidas, afinal, tudo acontece na família, se existirem só famílias estruturadas, amorosas, vivendo na paz, na religiosidade, na moral, na dignidade, o mundo se transforma no paraíso, e tem muita gente, muitas forças que não querem o paraíso, pois vivem do mal, da desgraça alheia, são os urubus da vida, e se você parar para pensar um pouco, vai lembrar de uns 3 ou 4 políticos, uns empresários, vizinhos, e outros que apostam na desgraça alheia para se darem bem.
Mas, só o mal exterior, o mal espiritual é que acaba com um relacionamento? Claro que não, tem um mal interior chamado "orgulho" que é o mais terrível inimigo da paz entre os casais. Esse bichinho anda solto dentro de nós há milhares de anos e mesmo lá, na lama preta do lixão mais afastado do mundo, ele está presente dentro dessa fera mal conhecida chamada "ser humano".
Assim que as discussões começam, as pessoas tentam de todas a maneira provar que tem razão, que ela é quem está certa, e não dão o braço a torcer. Falam juntos e ao mesmo tempo, quando ouvem o outro, é corroendo-se por dentro já pensando na resposta que vai dar. O arrependimento só vem depois que a distância já cuidou de enterrar de vez o amor, ou o pseudo-amor. Você já viu alguém falar baixo e raciocinar em uma briga?
Cada casal, deveria levar na carteira esse pequeno adágio popular, verdadeira fonte de sabedoria, pois, nem Platão foi tão sábio e nem Aristóteles definiu tão bem a atitude de quem quer a paz:
"Quando um não quer, dois não brigam"
Pode imprimir, colocar na carteira, na bolsa, mas, coloque primeiro no seu coração e lute, lute pelo seu relacionamento, não desista, o casamento, a família, o amor são bênçãos de Deus e você merece essa benção.

Kaefeke 

========================================================================

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente sobre a mensagem acima que você leu