2 de out de 2007

FELICIDADE é o refleexo da vida interior


Devemos tomar consciência que não há outro caminho para alcançarmos a felicidade, a paz, a prosperidade duradoura, senão pelo domínio do nosso próprio eu.
Teremos, então, o governo de nós mesmos, seremos autenticamente o que somos.
Onde houver o verdadeiro amor impera pureza, saúde, equilíbrio, altruísmo, espiritualidade, força, vida.
Para alcançarmos o amor, compreendê-lo, experimentá-lo é necessário grande persistência e diligência no bem, na verdade, no exercício de descobrir sempre o melhor do próximo.
O homem que ama deve ter a firme resolução de enriquecer a vida e não de fazer fortuna.
Não devemos esquecer que a fortuna não preenche os vácuos da existência, mas cria abismos entre os homens.
A verdadeira riqueza é a do espírito sedimentada pela generosidade, a abnegação, o amor dedicado, com consciência de que está realizando a missão da vida.
Não devemos esquecer que a felicidade é o produto do nosso querer e do nosso fazer.
Paz, alegria, trabalho.
( Tereza Izabel ).
enviada por Ana Paula Ferreira de Souza Duarte. Visite-a no Orkut
http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=1726244696347391474

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente sobre a mensagem acima que você leu