6 de jul de 2012

FONTE




Há muito riso que situa serenidade.
Essências de tempos finitos
do próprio ser.
Saído o mal da caixa de Pandora,

na terra um campo bom podemos encontrar.
Proliferações estimulantes de um instante.
...Dia após dia...
...Todos os dias...
Sabemos que a aurora afasta a escuridão.
Resta sempre uma força que contrabalança.
Do mesmo cofre de onde tudo surgiu...
de esperança pode-se fartar.
Benefício sem vício De um momento compartilhado.
Fonte branca e leve como algodão.
Há quem, talvez, nem veja tal valor.
A imagem viva mostra a vida que me apraz.
Nesse labor pacífico, ordenado,
simples cor lembra-me a natureza que nos ensina a batalhar...em paz.
Musicalidade ativa o universo habitado.
Sem cobiça somos alquimistas da insistência!


Colaboração: Marília

===================================================================

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente sobre a mensagem acima que você leu