23 de ago de 2012

PASSADO x FUTURO



No meu último artigo chamado “POR QUE ABANDONAMOS AS COISAS PELA METADE?” conversamos sobre vários sentimentos como ego, ciúme, insegurança, ressentimento, inveja, raiva, mágoa, sentimento de inferioridade...
Falei que esses sentimentos são naturais dos seres humanos e que a primeira coisa a fazer é reconhecer e admitir determinado sentimento por mais incômodo seja. Reconhecer, analisar e depois, o mais importante, ponderar a respeito do destino que daremos a ele. E esta é uma missão que devemos rever a cada dia.
Hoje, gostaria de lembrar que uma grande parte das angústias que sentimos tem origem no passado. Essas angústias se manifestam em nossa mente através de recordações ou culpas do tipo:
-Eu era feliz quando morava com a minha avó, ela me tratava tão bem...
-Eu era feliz quando morava na cidade X. Lá eu tinha amigos...
-Eu era feliz antes de dar o passo que dei...
-Eu era feliz antes de me casar e não me sentia tão deprimido...
-Eu era feliz quando desisti de casar e resolvi ficar solteiro...
-Eu era feliz quando trabalhava na Empresa Y. Lá eu tinha reconhecimento...
-Eu era feliz quando trabalhava em outro setor, chefiando um grupo melhor que esse.

Talvez eu precisasse de várias páginas deste site para listar os exemplos de mágoas, ressentimentos e arrependimentos do passado.

Mas quando não estamos focados no passado, estamos nos angustiando com dúvidas e ansiedades do futuro:
-Será que terei condições de pagar todas as prestações do apartamento novo que comprei? (Da casa de praia? do carro novo?)
-Será que estarei vivo para ajudar meus filhos a se formarem?
-Será que conseguirei uma empresa melhor? Ganhando mais?
-Será que conseguirei novo emprego?
-Será que conseguirei um emprego?

Agora pense comigo: O passado não existe mais e o futuro ainda não chegou, certo?
Tudo o que aconteceu com você até o momento que veio até este site e começou a ler meu artigo é... HISTÓRIA. História da sua vida! Faz parte do seu passado. Apenas memória. Não é mais concreto!!! É como água de rio. você pode olhar aquela mansidão do rio, mas com certeza não é a mesma água, ela já passou, ela caminha... É nova água... Novo momento!
E o futuro é mistério. Você pode até ter agenda, planejar, organizar, mas aí vem o imprevisto e muda tudo. O futuro ainda não veio e sofrer por algo que ainda não aconteceu é no mínimo insanidade!
Então, se o passado não está mais aqui e o futuro ainda não lhe pertence. Então quando você existe?
Você existe num encontro muito tênue entre o passado e o futuro. Num ponto mínimo de intercessão. Você existe neste segundo, neste instante, neste milionésimo de segundo... O que for menor é quando você existe. Porque passado é história e futuro é o desconhecido. E é exatamente neste milionésimo de segundo que Deus lhe deu que você realmente existe. Por isso ele se chama PRESENTE. Porque é um presente de Deus. E por ser um presente de Deus, você não tem o direito de estragar seu momento.
Se você só existe neste segundo, não tem o direito de se sentir melhor do que ninguém. Você não tem o direito de humilhar ninguém. Você não tem o direito de se achar o "Rei da Cocada Preta". Achar que é melhor só porque seu cabelo é mais liso do que o de fulano, só porque a sua pele é mais alva que a de outra pessoa, só porque, em determinado assunto, é mais inteligente que alguém. Que é melhor por ser mais alto, mais magro, mais rico, mais bonito...
Você não tem o direito de gastar este seu presente que Deus lhe deu com tanto carinho, para fazer fofoca em seu trabalho ou para humilhar um subordinado. Para se sentir superior ao candidato que vai a sua empresa pedir uma oportunidade de emprego.
E preste atenção, porque este momento tão fugaz daqui a alguns instantes também fará parte do passado e você perdeu uma grande oportunidade de aproveitá-lo ou agregar algo de bom para a sua vida. Não cometa erros como estes. Porque estes erros se transformarão em arrependimentos amanhã e você não terá a chance de retornar para modificá-los.
Na semana que vem gostaria de ensinar alguns exercícios muito eficazes para se livrar de culpas e ressentimentos que eu mesma já lancei mão algumas vezes. Além de outros tão igualmente eficazes em relação ao futuro. Tenho certeza que irão apreciá-los.
Desejo uma semana de paz e fiquem todos bem...

Prof. Rita Alonso – www.ritaalonso.com.br

===================================

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente sobre a mensagem acima que você leu